Marquinho Melodia concorre ao #PrêmioExu de música Afro-brasileira.
07/04/2018 - 13h09 em Música

“E sempre importante e fico feliz de participar pela primeira vez do #PrêmioExu - festival da @radio_Exu - por militar no combate ao preconceito das religioes de matriz africana e poder contribuir para escarecimento através de meus escrito melodicos, e ter nosso trabalho divulgado.” Marquinho Melodia

Marco Antonio de Souza, cantor compositor musico instrumentista começou sua carreira como percursionista e participando de rodas de choro e samba participou de varios festivais sendo premiado e bastante elogiado pela critica local. Tornou-se um 'guerreiro do abata' no Trreiro de Santa Barbara, tendo suas composiçoes enrraizadas no universo afro-religioso e fazendo sempre apresenntaçoes com um repertorio cem por cento autoral. Marquinho Melodia concorre ao #PrêmioExu com três músicas: “Mal nenhum nao há”, que mostra um pouco da verdade sobre Umbanda, ele explica que “o que preseciamos na socidade e um enorme desconhecimento com a religiao de matrix africana onde muitos falam denegrindo suas verdadeiras virtudes”; “Xangô da Pedreira”, que refere-se ao ser humano feliz e um futuro diferente; e “Amuletos de fé”, que é uma oração musicada com os ornamentos e objetos de proteçao utilizados na Umbanda – este canto é uma poderosa oraçao de fé, diz.

As músicas de Marquinho Melodia serão apresentadas no dia 17 de abril a parttr das 19h - o Festival acontece no Espaço Cultural APOENA, na Av. Duque de Caxias, 450, em Belém/PA.

Foram 26 músicas de 14 compositores vindos de 3 estados da Amazônia Legal, Amapá, Maranhão e Pará, que inscreveram composições com as temáticas da valorização das lutas negras brasileiras e a ancestralidade africana e das encantarias e cabocos afro-brasileiros.

Para nós, da Rádio Exu, esse festival aponta a perspectiva da produção musical de combate ao racismo e da valorização do patrimônio artístico e cultural afro-brasileiro e afro-amazônico.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!