Mametu Muagile e Renato Caranã concorrem ao #PrêmioEXU de Música Afro-brasileira.
01/04/2018 - 20h46 em Música

Mametu Muagilê é a autoridade (sacerdotiza) do Rundembo Ngunzo ti Bamburucema, foi ela que começou a compor “Rainha de Angola”, uma letra auto-biográfica que, depois de ser musicada por Renato Caranã, virou uma homenagem de sua comunidade para a Mãe do Terreiro. Mametu Muagilê, que também é militante do movimento negro e de povos tradicionais de matriz africana, considera o #PrêmioExu de Música Afro-brasileira (e a própria Rádio Exu) um espaço necessário de visibilidade para a musicalidade de matriz africana e afirmação de artistas de terreiro. A música “Rainha de Angola” será defendida por Maiara Almeida no dia 18 de abril a parttr das 19h - o Festival acontece no Espaço Cultural APOENA, na Av. Duque de Caxias, 450, em Belém/PA.
Foram 26 músicas de 14 compositores vindos de 3 estados da Amazônia Legal, Amapá, Maranhão e Pará, que inscreveram composições com as temáticas da valorização das lutas negras brasileiras e a ancestralidade africana e das encantarias e cabocos afro-brasileiros.

Para nós, da Rádio Exu, esse festival aponta a perspectiva da produção musical de combate ao racismo e da valorização do patrimônio artístico e cultural afro-brasileiro e afro-amazônico. 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!